“Corintiano, maloquero, sofredor e motoboy, mano!”, e em breve no ‘Estado egoísta’: “Fora da lei e desempregado” também… Por Murilo.

Não faz muito tempo obtive um exemplo de uma coisa que, pelo menos para mim, parece obvia, mas que muita gente ainda não se deu conta; o Estado, enquanto instituição, trabalha para si mesmo, e não para a sociedade como era de se esperar.

Ta “na boca pra bater” lá no congresso uma lei que transformará em infração de transito o ato de motos transitarem entre carros parados, isso em língua de gente significa que os motoboys que costurarem entre os carros engarrafados correrão o risco de serem multados. Essa lei visa acabar com os acidentes e incidentes causados pelo mau hábito dos nossos simpáticos “corintianos”.

Em uma análise superficial, parece que é uma lei bem intencionada e que se acredita que venha a melhorar o transito, e, além disso, quem já teve um retrovisor externo quebrado ou a pintura riscada por esse costume dos “maloquero” deve estar pulando de alegria com essa lei. Mas, meu amigo saltitante eu te pergunto, quais as principais conseqüências dessa lei? Primeiro, uma moto ocupará o mesmo lugar no espaço dos engarrafamentos que um carro, e então nosso transito que já é um caos por causa do número de carros que circulam num mesmo espaço mal planejado, ficará o dobro pior, visto que praticamente dobrará o numero de veículos que circularão no mesmo espaço mal planejado, logo se você perde 30 min. do seu dia no engarrafamento prepare-se agora para perder 60 min. Segundo, os que usam os serviços dos motoboys vão ter que começar a ter o dobro de tempo e de paciência, já que as entregas levarão pelo menos o dobro do tempo para serem feitas. E terceiro, não sendo mais o serviço de motoboy uma coisa assim tão rápida e eficiente, o emprego dos “mano sofredor” vai estar sob risco, e provavelmente aumentará o numero de desempregados. Conclusão, vai piorar a vida desses trabalhadores, vai piorar também a dos empregadores e vai piorar o transito, isso é vai piorar pra todo mundo. E é ai que esta o engano. Pois, o Estado vai continuar sem investir uma pinóia no transito e vai aumentar a sua arrecadação, isso é, a vida do Estado vai melhorar, porque quanto maior o numero de infrações no código de transito, maior o numero de multas e maior o $$ para o governo não reinvestir no transito, e como se não bastasse, a imagem do Estado melhora, pois a maior parte da massa acha que é uma lei boa, “uma lei que faltava”, pois agora os “motoboy corintiano maloquero e sofredor” não vão mais passar perto do seu carro.

Ao invés de cobrarmos do Estado um investimento pesado na melhoria da infra-estrutura do transito, no incentivo ao uso do transporte coletivo e na educação, nós ficamos felizes porque ele criou mais uma lei que só vai dificultar as coisas.

Enfim, quando dizem que esse país é um quebra-cabeças é porque a todo instante ele é virado de ponta-cabeça!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under opinião

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s